Saneamento e Meio Ambiente

Plano Diretor e estudos de viabilidade para o saneamento da Cidade e Baía do Panamá

O Plano Diretor e estudo de viabilidade para o saneamento da Baía e Cidade do Panamá, desenvolvido pelo Consórcio CESOC, sob a liderança da ENCIBRA, para o Ministério de Economia y Finanças da República do Panamá, foi um estudo contratado para nortear a política daquele país em relação às diretrizes técnicas, ambientais, econômicas e financeiras em relação à privatização da empresa estatal de água e esgotos - IDAAN.
Os serviços contemplaram o planejamento de todo o sistema de esgotamento sanitário da Região Metropolitana da Cidade do Panamá, atendendo a uma população de 1,3 milhão de habitantes.
Foram desenvolvidos estudos sócio-econômicos, análise institucional e desenvolvido o programa de financiamento do empreendimento com recursos do BID e OECF.
O projeto incluiu o estudo da infraestrutura de drenagem sanitária e pluvial existente, a proposta de novos coletores, estações de recalque, estações de tratamento e disposição dos efluentes nos corpos receptores, sendo o principal o meio marinho, mediante um emissário submarino de 8 km de extensão.
Os estudos incluíram a avaliação dos impactos ambientais entre os quais um detalhado estudo das condições existentes e as previsões com a implantação das obras propostas nos rios e na Baía do Panamá, mediante campanhas de coleta de informações sobre a circulação das águas e sobre os principais parâmetros físicos, químicos e biológicos - plâncton, bentos e bacteriológicos.
Os estudos foram desenvolvidos com uso de modelos numéricos de simulação da movimentação das águas e os efeitos sobre a diluição e dispersão de poluentes nos rios e na baía. A pluma de dispersão dos esgotos formada no local de descarga do emissário foi simulada mediante modelo matemático que permitiu prever as condições de recuperação da qualidade das águas da baía e de balneabilidade futura, já que atualmente a situação é crítica devido às descargas diretas em inúmeros pontos ao longo da costa.
O Plano Diretor foi complementado com estudos sobre a geologia, a oceanografia, as regulações existentes, os resíduos sólidos, os controles de contaminação dos rios e do mar por descargas não controladas.
As principais características do trabalho foram horizonte do projeto: ano 2020; população do projeto: 1.300.000 habitantes (ano 2020); área do projeto: aproximadamente 300km², incluindo os bairros de Ancón, San Felipe, El Chorrillo, Santa Ana, Calidonia, Curundú, Bella Vista, San Francisco, Pueblo Nuevo, Bethânia, Ria Abajo, Parque Lefevre, Juan Díaz, Pedregal, e Tocumen dos Distritos de Panamá, San Miguelito e Veracruz.

Cliente: MEF
Local: Cidade do Panamá
Data: 1998-2001

NOTÍCIAS ENCIBRA